O que é Smart Building? | LOGIX | uma empresa Cast Group

O que é Smart Building?

Realizado Teste de Aceitação de Fábrica (TAF) na Logix, junto a Eletrobras Distribuição Piauí – CEPISA
outubro 5, 2017
Por dentro da Indústria 4.0: adoção e oportunidades
outubro 17, 2017

O que é Smart Building?

Você sabe o que é Smart Building? Entenda o conceito este termo.

Em contraste com os arranha-céus das grandes metrópoles mundiais, cujas estruturas são complexas e modernas, os primeiros edifícios construídos antigamente, eram feitos de pedra, madeira e até de pele de animais. Mesmo muito diferentes, as construções possuíam o mesmo propósito: prover conforto para quem vive neles.

Atualmente, são um conjunto complexo de sistemas, estruturas e tecnologias. Cada componente colocado dentro deles tem sido modernizado e aprimorado com o passar dos anos, permitindo que donos de edifícios sejam capazes de escolher sistemas de aquecimento, energia, ar-condicionado, segurança e informática de maneira independente.

Contudo, devido às mudanças no mundo e a constante preocupação com a saúde do nosso planeta, cada vez mais os donos de edifícios estão preocupados com os impactos das suas construções no meio ambiente. Para isso ocorrer, as construções não podem mais se ater à preocupação de fornecer apenas luz, conforto e segurança. Prédios do futuro devem conectar as diversas peças de uma maneira integrada, dinâmica e funcional. Construções que possuem tal capacidade, são chamados de Smart Building.

Smart Building

A relação entre Smart Building e IoT.

Com o avanço dos chamados IoT (Internet of Things, ou, Internet das coisas), tal dinâmica fica muito mais fácil de ser implementada, uma vez que permite a conexão de equipamentos, antes inanimados com uma rede de informações, fornecendo material para o desenvolvimento de softwares de gestão e monitoramento dos diversos setores do prédio, o que leva naturalmente a uma maior economia de recursos e prevenção de falhas de equipamentos, tais como:

  • Otimização da climatização e ventilação: Modulação dinâmica do controle de temperatura, que permite o sistema a gastar o mínimo de dinheiro possível para prover o conforto desejado;
  • Ajuste do uso energético com a ocupação: Smart Buildings mudam o fornecimento de energia de acordo com o número de pessoas dentro do prédio;
  • Manutenção Preditiva de equipamentos: Por meio dos dados coletados e com a inteligência do software de monitoramento e gestão, defeitos poderão ser detectados previamente, aumentando a vida útil dos equipamentos;
  • Consumo dinâmico de energia: Recebendo as mudanças tarifárias e de bandeira das concessionárias de energia, o Smart Building é capaz de se auto controlar a gastar uma taxa fixa de energia, e dependendo do tipo de controle energético que se possui, até re-vender parte da energia gerada para as concessionárias.

Smart Buildings não são somente ligados a redução de consumo energético e sustentabilidade. Essas novas aplicações promovem uma extensão na vida útil dos equipamentos e também causa impacto positivo na segurança dos recursos, sejam eles humanos e capitais. Eles criam inovação através de uma plataforma de informações acessíveis e, com isso, o nível de tratamento de dados e possibilidades de melhorias passam a ser infinitas.

iot logix smart building