Robótica Colaborativa: Robôs que trabalham lado a lado com operários chegam à indústria do país | LOGIX | uma empresa Cast Group

Robótica Colaborativa: Robôs que trabalham lado a lado com operários chegam à indústria do país

Por dentro da Indústria 4.0: adoção e oportunidades
outubro 17, 2017
XXIV SNPTEE – Edição do maior evento do setor elétrico do Brasil tem a presença da Diretoria Logix e Apresentação no Seminário
outubro 26, 2017

Robótica Colaborativa: Robôs que trabalham lado a lado com operários chegam à indústria do país

Robótica Colaborativa – Na cena que eternizou o filme “Tempos Modernos” (1936), o personagem interpretado por Charles Chaplin aperta parafusos repetidamente em uma linha de produção até ser vencido pela velocidade da máquina e ser engolido por ela.

Agora, uma nova geração de robôs que começa a chegar ao Brasil promete acabar com todos os problemas de Carlitos: eles apertam parafusos e, diferentemente de outros equipamentos, são seguros para trabalhar ao lado de seres humanos.

Surgidos nos últimos anos, os chamados “robôs colaborativos” não foram criados só para apertar parafusos.

Podem ser instalados em linhas de montagem de equipamentos de pequeno porte, como eletrônicos e componentes automotivos, ou auxiliar no controle da qualidade de produtos manufaturados.

“Eles conseguem detectar quando tocam em algo, não há o risco de machucarem o trabalhador. Daí vem o lado colaborativo”, afirma Fernando Osório, professor do ICMC (Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação) da USP de São Carlos. “Posso ter o robô ao meu lado, não mais isolado, protegido por cercas.”

Daniel Fatise, Diretor comercial e vendas da LOGIX, afirma que o os robôs colaborativos ainda têm como vantagem a facilidade de instalação.

Pequenos e seguros, podem ser implementados em linhas de montagem já construídas, sem necessidade de grandes modificações.

NOVIDADES

Fabricantes estrangeiras de robôs que operam no país também começam a mostrar seus dispositivos colaborativos ao mercado brasileiro.

As primeiras instalações dos robôs, em três versões, com carga máxima de 10 quilos, conheça a família robótica colaborativa LOGIX aqui.

“É uma solução realmente única. É seguro, não precisa de grades de proteção, é fácil de instalar e adaptável”, afirma Fatise.

O propósito da robótica colaborativa é tornar o trabalho mais seguro para os humanos, é uma maneira de evitar a fadiga do operador e falhas no processo.

robótica colaborativa

TEXTO ADAPTADO
AUTOR: GIULIANA VALLONE
DE SÃO PAULO

Conteúdo original aqui